Pular para o conteúdo principal

A Sociedade Oneida

Por Odair Deters

A Sociedade Oneida, apareceu-me inicialmente em pequenos registros e frases contidas em antigos livros gnósticos, e despertou-me a curiosidade que sempre nutri por pequenas comunidades, o que me levou a explorar em busca de mais informações, até então raras em português.
Oneida é uma pequena cidade que tem hoje pouco mais de 10 mil habitantes, localizada no Estado de Nova Iorque, EUA. Nesta pequena cidade floresceu uma excêntrica comunidade no século XIX. Nesta comunidade seus membros enriqueceram mesmo desenvolvendo um sistema de coletivismo, as crianças nascidas podiam e eram incentivadas a irem para a faculdade e as mulheres conquistaram os maiores direitos de igualdade possíveis naquela época, no entanto o fato de maior relevância existente nesta comunidade foram os métodos de relacionamento sexual apresentados pelo fundador da mesma o americano John Humphrey Noyes.
John Humphrey Noyes, nasceu em 1811 em Brattleboro, Vermont, diplomado em Dartmouth, primeiro dedicou-se ao estudo da lei, depois da teologia em Andover e posteriormente em Yale. Sob influência do movimento reavivalista [fenômeno sociocultural que ocorreu muitas vezes ao longo da história universal e que procura resgatar princípios e tradições de tempos passados, para enfrentar desafios aparentemente insolúveis de sua própria época], onde passou por uma experiência de conversão espiritual, passando a crer que era possível aos homens não apenas serem salvos, mas se tornarem perfeitos — ou aperfeiçoados — nesta vida, o que levaram eles a ganharem a denominação de perfeccionistas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CROSSDRESSER

A alma do Ser Humano é algo fascinante, quanto mais conhecemos,  menos sabemos.
Carol é uma dessas, criatura meiga, educada, gentil, inteligente, que se aloja há décadas dentro da alma de homem há cem chaves, vive em segredo tentando sobreviver, mesmo que sufoca e muitas das vezes incompreendida.   Encantada com você Carol, seja bem vinda ao nosso mundo, venha despida de corpo e alma, e sinta-se acolhida por mim e por Sir, aqui a receberemos sem hipocrisia, será exatamente como é, aqui poderá se permitir e sentir todas as sensações do prazer sem fronteira,sem máscaras e sem preconceito.

TUAS CARNES

MINHA SEGUNDA ESPOSA: BIANCA

Nos conhecemos em uma sala de bate papo ainda como seres em busca de algo que pudesse ser vivido a dois, em minha primeira pergunta Bianca confidencio o seu desejo de ser usada, de ter um dono o qual a usasse como uma verdadeira cadela que é. Muito embora minha experiência me dizia ir com calma vi nas palavras suculentas dessa mulher ainda jovem seu desejo de ser guiada por um homem que não a pudesse coloca-la em uma clausura mas que a levasse a vivenciar o seu desejo ao extremo, não me fiz de rogado e lhe perguntei se ao ser minha mulher eu poderia leva-la para cruzar como uma cadela. Sem pudor algum ou mesmo meias palavras me perguntou se eu apreciaria ser seu corno, respondi que uma única palavra, um sim na tela antecedeu um silêncio monumental, até que veio o convite para irmos apra um lugar reservado, e uma vez lá ela me recepcionou com um simples delicia sua forma de ver e sentir o sexo, eu não suportaria viver ao lado de um homem que me obrigasse a ter uma vida secreta sem sua pa…